Dica 33: poço

Se eu ganhasse um centavo cada vez que eu ouvisse que sou muito fechado ou de difícil acesso ou misterioso, eu estaria rico. Literalmente, rico! E dói demais quando quem diz isso são pessoas que te conhecem há anos. Eu fico pensando: o que será que eu faço que passo essa impressão? Achei que fosse coisa minha, mas pensando melhor agora, mesmo nos cabritos mais extrovertidos que eu conheço, eu sei que a maioria das pessoas não faz idéia de quem eles realmente são e não porque eles (como eu) estejam ocultado isso das pessoas. Pensando melhor, arriscaria a cogitar na possibilidade da extroversão toda ser uma forma de defesa (ou estratégia de sobrevivência) que funciona obviamente muito bem, servindo de ponte entre as profundezas que quase ninguém nesse mundo quer alcançar e o nível de superficialidade que esse mundo gira. Fora que evita ficar ouvindo o que já foi mencionado. É engraçado pensar que um ser das montanhas possa ser comparado com um poço ou algo profundo assim. Mas é justamente por sermos montanheses que somos desse jeito: temos tendência natural a nos isolar e ser hostilizados só nos impulsiona mais. Sim, somos territorialistas! Não gostamos de ninguém invadindo nossa montanha, nosso território emocional. Mas isso não quer dizer que vamos sair chifrando a todos. Basta vir com bandeira branca, pedindo licença e nos respeitando (nos aceitando sem julgamentos) que somos capazes de deixar outra pessoa morar na nossa montanha e dar livre acesso a ela. Dica: perguntem a alguém de câncer como fazer isso: nem eu sei como eles fazem, mas eles são os mestres em desmontar um cabrito indomável. :D Mas afinal: o mistério existe? Resposta: só existe para quem não quer desvendá-lo! Mas tem que querer mesmo, querer muito, demonstrar esse interesse (com ações de preferência), perguntar sem rodeios, não ter segundas intenções que não sejam verdadeiramente querer nos conhecer. Ok, somos livros maiores do que a Bíblia, com letrinhas bem pequenas, escritas como o Hino Nacional (numa ordem muito particular, mas em ordem), só que pessoas, atentem: NÃO HÁ CADEADO NENHUM! É só deixar de preguiça e começar a ler! Se somos um poço muito profundo, temos um tremendo de um balde para puxar a água. Dá trabalho? Evidentemente. Mas não há nenhum impedimento. E quem sabe você não acaba se encantando com o sabor da água? Então, a dica: quer conhecer um cabrito? Não se iluda com a imagem (não intencional) que ele passa de distância inalcançável. Releia a dica do Pequeno Príncipe e nos cative. Mostre interesse, converse conosco. Em verdade, estamos desesperadamente ansiosos por alguém que o faça! Somos sozinhos, mas quem disse que gostamos disso? Faça! Aos pouquinhos nós vamos mostrando nossa montanha e as vistas que mais gostamos, quando você se der conta, vai estar passeando por ela, vai estar rindo das rabugices da sua cabra e vai se perguntar como seria sua vida sem um parceiro (amigo ou amado) como aquele. Porque nós estaremos sentindo o mesmo.

12 comentários:

  1. Olá Fassoni...

    Há algum tempo venho "namorando" seu blogg, pois estou... isso mesmo, não sou, estou apaixonada por um capricorniano.
    E ai vai uma dica, da legítima canceriana, para os demais que querem adentrar nesse paradoxo que é a "montanha" dos capricornianos.
    Primeiro lema... "respeito é bom e eu gosto". Seja leve! Não pré-julge, elocubrações mentais só te farão sofrer, pois a cabra continuará no cimo da montanha, independente de suas torrentes de lágrimas, ou das garras de aço que estão apertando seu coração. Respeite o seu espaço... seus limites! Doe... amor, carinho, lealdade, faça com que a cabra sinta-se levemente segura próxima a ti. Não cobre demasiadamente. Confie! No olhar... no silêncio que fala, decifre-o, mas nunca tente fazer com que ele transponha sentimentos em palavras... Atitude é tudo! Preste atenção nos detalhes, sem ser paranóica diante de um "espirro", alto lá... pode ser um simples resfriado!!! Temos que aprender a respeitar os limites de cada um, seus momentos de solidão sem ficar escarafunchando... o que você está pensando? por que você está assim? Ele está "assim" porque quer, porque é o seu momento de divagação, sua hora de estar sozinho... RESPEITE!!! Mostre-se solícita... cúmplice... através do seu silêncio compreensivo e sua presença quase invisível. Acarinhe... sem ser dramática, sem cobrar nada em troca, acarinhe pelo prazer de estar perto... sinta, ouça, toque e perceba que o seu montanhês te tem como parte do "território" dele e sinta-se lisongeada por isso.

    Beijos em vocês e espero que minha dica sirva para aqueles que estão meio perdidos na conquista de um montanhês...

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, eu também ganharia uma boa grana se esses adjetivos valessem um centavo.

    ResponderExcluir
  3. Ola! Sou portuguesa e estava eu passando e eis que encontro um blog muito interessante. Sim senhor. Está muito bem escrito. Gosto de signos. Dizem muito das pessoas. Mas só o signo solar não chega. É apenas um dos vários signos que constam no mapa astral de cada um. E que signo!!!! Por isso, as coisas não são assim tão fáceis ou lineares, tipo receita de culinária. Sou livre, taurina com ascendente em escorpião. Mas desisiti de conquistar um cabrito disponível, teimoso e calado mas com vida social activa, com ascendente em touro. Dou-lhe todo o espaço e liberdade. E das poucas vezes que o vejo, limita-se a cumprimentar e "foge", com savoir faire. Fala muito pouco pra mim. Então deixo andar e... nada de nada. Se não sou indiferente, ignora muito bem. Ainda que um dia tenha dito que eu era uma miuda bonita. Mas nada mais. Lamento imenso. Mas sinto que nada posso fazer. Enfim... :(

    Lili [elmicca22@hotmail.com] peço q não seja postado o meu mail. Abraço

    ResponderExcluir
  4. Eu sou canceriana, com ascendente em câncer. Sou extremamente apaixonada por um homem de capricórnio. Depois que o conheci, passei a acreditar em alma gêmea, ele é tudo que sonhei pra mim! Sinto que ele também está apaixonado, mas ainda está pensando, avaliando os prós e os contras, ou seja se eu, realmente, valho à pena! Penso que o que mais me atrai nele é o respeito que ele tem com as pessoas, a honestidade, a integridade, o trabalho incansável! Ele não me precisa dizer palavras, porque sei ler seu suor, seu olhar, ele me embriaga de ternura! Me abraça sem usar os braços! Sinto como se eu decifrasse o amor que sai de seus poros, de todo o seu ser! Eu simplesmente sinto! Penso que as cancerianas sabem decifrar com muita facilidade o que não é dito por palavras, mas expressado pelo corpo, pelas atitudes. Entendo que esse é o nosso segredo, para mantermos confiantes na relação. Por outro lado, acredito que o que eles apreciam em nós é o fato de respeitarmos os limites deles, ou seja, de chegar perto apenas quando formos convidadas... Acreditamos que respeito também é amor e carinho! Penso que assim, quando temos paciência para respeitar os seus limites, estamos os amando e os acariciando!
    Às vezes, damos o nome de "paciência" para aquilo que é amor e fé!

    Adorei esse site! Realmente, as características aqui descritas caem como uma luva no capricorniano que conheço!
    Continue!

    ResponderExcluir
  5. Adoroooo seu Blog, estou namorando um capricorniano a tres meses, e ele realmente é um poço de misterios. Sou de aquario, e ele se diverte muito com meu jeitinho de ser. Peço conselhos pois tenho 27 e ele 32 anos, percebi que ja quebrei um pouco sua seriedade, ele ja foi noivo 2 vezes, e eu estou super apaixonada por ele, tenho um pouco de medo de assusta-lo com minhas atitudes aquariana. Bjsss

    ResponderExcluir
  6. É simplismente impressionante como descreveu a minha personalidade. Sou capricorniana, e lendo..vi coisas que já sabia e notei muitas que não percebia, mais com a leitura consegui enxergar nitidamente. Sou inteiramente grata, chega a me emocionar a exatidão das palavras que assimilam comigo. Ironia ou não..nós somos tão fechados assim? é tão dificil de nos comprender? penso que esses textos disponibilizados aqui possa ajudar muito, da vontade de imprimir e de mostrar para aqueles que amo, quem sabe me entendam melhor. Obs: Já namorei um Capricorniano (deu muito certo), e já tive caso com Canceriano foi intenso e único, como um Anônimo acima disse..as palavras não precisavam ser ditas, pelo corpo tudo se entendia, gestos e atitudes muita sicronia.

    Mais uma vez sou muita GRATA por ter a oportunidade de ler tudo isso. Beijos Melissa

    ResponderExcluir
  7. estou apaixonado por uma cabrita linda..rsrsrs..e sou de escorpião..nossa..como ela é incrivelmente magnética e desafiadora com seus misterios..só posso te agradecer por poder atravez dos seus textos entender um pouco mais sobre a minha cabrita..parabéns e muito obrigado!!!

    ResponderExcluir
  8. Adriana,
    Preciso saber mais sobre o relacionamento capricórnio-câncer. Tinha uma certa desconfiança em relação ao meu sentimento por ele. Agora com todo esse meu entusiasmo em devorar esse blog percebo que o que mais quero é entender o meu cabrito por estar completamente apaixonada por ele e querer me aproximar dele da melhor maneira possível. Conte-nos mais da sua experiência, por favor!

    ResponderExcluir
  9. Pessoas isso foi a maneira mais impressionante que ja li ao descrever um capricorniano,nunca li nada igual a isso.... (Releia a dica do Pequeno Príncipe e nos cative. Mostre interesse, converse conosco. Em verdade, estamos desesperadamente ansiosos por alguém que o faça! Somos sozinhos, mas quem disse que gostamos disso?)

    ResponderExcluir
  10. Sou aquariana, impulsiva, á frente de qualquer coisa e estou apaixonada por um cabra, mas por conta da minha impulsividade tenho deixado meu lindo capricorniano magoado, por cobra-lo...e estamos sem nos falar, como retomar este relacionamento que era tão bom

    ResponderExcluir
  11. Eu sou canceriana e sinto que não posso deixar de lado uma pessoa tão maravilhosa por conta de alguns atos de " frieza" embora no primeiro momento eu me sinta tratada de maneira hostil, mas comigo esse sentimento demora pouquíssimos segundos pq eu percebo que eu entendo ele mto mais do eu poderia imaginar. Só o que nos machuca é o tempo a vontade de está perto chega a doer em nós e na verdade o que queríamos era um colo e aprendemos tbm a ser mais pacientes e tbm não sei de onde vem tanta auto confiança, parece mesmo algo que está fora de nosso controle. Não nego que as vezes gostaria de odiar e deixar tudo pra lá. Mas algo nos diz que ainda podemos mais, e que ele nos quer por perto e nos assegura que tudo irá ficar bem...
    Bjus...

    ResponderExcluir
  12. Afs nem me fale dessa "barreira capricorniana" pra mim ja é mt dificil manter uma conversaçao em grupo
    (Sempre acabo procurando uma entrada um assunto que eu me identifique e quando encontro eu fico pensando no que dizer a respeito e acabo nao dizendo nada,depois ja faz quase meia hr sem dizer nada ,dai eu penso q se falar qualquer coisa q seja vao ficar olhando todos pra mim entao continuo calada e parada apenas observando com medo de abrir a boca
    Pra mim é mt melhor continuar calado que me desbocar em estupidez)
    Dai as pessoas começam a me chamar de muda e timida isso é,pelo menos os que tentam me entender
    Os outros me julgam acham que sou metida e arrogante.
    Serio se vier conversar de livros e bandas de rock ,estudos,planos pro futuro,curiosidades ao redor do mundo vou falar ate nao poder mais.
    Mas ai a pessoa vai falar da balada da ultima sexta po
    N tem o que fazer...

    ResponderExcluir